sexta-feira, 16 de março de 2012

Lloyd Cole mágico

Ouvir Lloyd Cole é sempre uma experiência e tanto. Ver Lloyd Cole ao vivo é uma experiência que fica difícil de descrever por palavras, dada a carga sensorial da coisa.

Lloyd Cole é uma figura peculiar. Entra em palco com postura de culpado de um qualquer crime hediondo. Como se quem o espera estivesse ali para o julgar severamente. Não acho que seja "género". Parece-me ser mesmo um comportamento genuíno de um ser simplesmente tímido e algo expectante ou até ansioso.

Lloyd Cole não precisaria de dialogar com o seu público para o captar. Quem lá está, está de corpo e alma com a forte convicção de que bastam a voz e a guitarra. Claro que a interacção acaba por ser uma mais-valia porque este senhor tem o condão de ser daquelas pessoas das quais saem poucas mas boas. Até se obriga a fazer merchandising durante a actuação. Pelos vistos os CDs e as t-shirts nao têm tido tanta saída quanto o desejável. Mas são de algodão de boa qualidade, diz ele a tentar converter-nos. E tem piada, o magano!

A verdade é que há oportunidades na vida que não devemos desperdiçar e esta foi muito bem agarrada pela minha pessoa, diga-se em abono da verdade.

Ficaria a ouvir Lloyd Cole até à eternidade. Parece que é verdade o que dizem. Não há mesmo amor - musical - como o primeiro!
.

Sem comentários: