domingo, 8 de janeiro de 2012

A Voz de Portugal já dá cartas

Gostei da gala de ontem. Houve interpretações excelentes. É muito bom ver e saber que há novos grandes talentos em Portugal.

Para mim o mais grande foi o Denis Filipe. Este homem só já vive da música e eu espero que ele possa ser amplamente reconhecido em breve.



A grande injustiça da noite quanto a mim foi a eliminação da Joana Barata.



Não há comparação possível entre o seu desempenho e o da jovenzinha que a bateu. OK, a míúda tem uma voz mais ou menos, mas ontem pareceu-me estar francamente mal. Infelizmente, o estúpido e insensível público é soberano. Fica a coisa.



Destaque também para a Salomé Caldeira. Gira que até irrita (lol) e afinada até mais não.
.

Sem comentários: