segunda-feira, 5 de abril de 2010

A futilidade tomou conta do mundo?

Eu diria que sim.

Será que estamos num beco sem saída quando as conversas à hora do lanche nos enfadam a ponto de nos fazer não mais querer lanchar (pelo menos àquela hora com aquela pessoa)?

E quando mudamos para o ambiente de ginásio, as conversas, em vez de nos enfadarem, nos enojam?

Ora bem... sinto-me um bocado enclausurada, de facto.

O problema não é propriamente dos sítios, eu sei. Mas será que havia necessidade de atrair tanto "lixo"?

Se a futilidade não tomou conta do mundo, algo tomou conta de mim...
.

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.