terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Se Portugal podia viver sem este ídolo?


Poder até podia, mas não seria a mesma coisa.
Não era o meu favorito no início, aliás, nem sei se tive um favorito. Acho que tinha 2 ou 3 a par e passo e o Carlos não fazia parte do leque.
Umas semanas de visionamentos (como é bem dizer) permitem-me concluir que o miúdo é bom. Muito bom, mesmo. De longe, o que mais encaixa no conceito de ídolo.
Tem projecção vocal. Tem carisma. É habilidoso nas escolhas e abordagem ao público e staff do programa (sem chico-espertice ninguém se safa neste mundo cão!). É afinado. Tem garra para dar e vender e, ai, como este país precisa de gente com garra para dar o exemplo e motivar desmotivados e desmotivadores!
O Sr. Manuel Moura dos Santos até pode perceber de música mas acho que ainda não viu bem o filme. Ou não ouviu bem a canção! De certeza que há-de haver por aí um mecenas que lhe forneça umas ortóteses para o auxiliar.
.

3 comentários:

Lih! disse...

Adorei o blog! : )

Dream on disse...

Muito obrigada! Um elogio vindo da estratosfera é sempre uma excelente surpresa. Continua a visitar, a comentar e divulga! Quem sabe se isto um dia não vira um blog a sério! :)

muguele disse...

Mas é tão posticinho, o menino...