terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Expressões idiomáticas

Traduzir expressões idiomáticas é tramado. Mesmo.

Passou agora no Jornal da Noite da TVI o trailer de Alice in Wonderland de Tim Burton e a expressão idiomática Mad as a hatter apareceu traduzida como Louco como um chapeleiro. Espero bem que isto seja apenas uma tradução rápida (muito rápida) alinhavada pela TVI e que a tradução do filme, que promete, venha a ser de melhor qualidade.

Mad as a hatter não deve ser traduzido literalmente, uma vez que a expressão resultante não existe enquanto expressão idiomática em Português, perdendo-se a graça e até o objectivo da mensagem. Mad as a hatter é tão simplesmente insano, ou totalmente louco, mas eu talvez traduzisse como louco de pedra para não desvirtuar a aplicação deste elemento de embelezamento (talvez seja um bocado abrasileirado, mas ainda assim bem melhor que a opção escolhida).

O nosso Mourinho terá sido o grande precursor da tradução literal de expressões idiomáticas, com a sua já famosa No eggs, no omolettes (que é como quem quereria dizer Can't make bricks without clay), mas apesar de ser um ícone nacional, não há necessidade de se lhe seguirem todas as pisadas...
.

Sem comentários: