segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

A EDP precisa de concorrência a valer


Ai precisa, precisa!

É inacreditável como no século XXI zonas residenciais ficam sem electricidade horas a fio. É mais incrível quando isto acontece de forma recorrente e sem que haja uma explicação lógica para o facto (se calhar não há mesmo). Sobrecarga? Mau tempo? Imponderáveis? Seja o que for, eu gostava de saber se a EDP já ponderou fazer uma redução nas facturas dos utentes lesados de modo a que estes não se sintam assim tão lesados.

Que os particulares não tenham voz activa nem poder para pôr aquela gente na ordem, eu ainda entendo porque seriam precisas muitas vozes em uníssono e uma acção concertada para o atingir. Agora que as superfícies comerciais tenham prejuízos de centenas ou mesmo milhares de Euros, e fiquem serenas, isso eu não entendo mesmo. Ao fim e ao cabo, como isto está tudo entregue aos mesmos, uma mão lavará a outra!

A minha vontade? Cancelar de imediato a ordem de débito da EDP na minha conta à ordem e enviar-lhes um e-mail a comunicar o facto. O consumidor continua a pagar um serviço de que não usufrui, cuja ausência causa danos na vida pessoal e profissional e, com alguma sorte, ainda tem de desembolsar uns Euros jeitosos para reparar um frigorifico ou outro electrodoméstico apanhado na curva...

Morei na margem sul 30 anos e nunca as falhas de energia foram superiores a uns breves minutos. É preciso vir morar para a linha, para me deparar com situações dignas da idade da pedra lascada. Ou isto aqui deste lado é anárquico ou o país está a afundar, quando até já nos tentaram convencer de que está em franca recuperação.

Um bocadinho de vergonha na cara e mais respeito por quem paga, por favor!!!
.

4 comentários:

Brown-eyed Girl disse...

E deixa-me dizer-te que agora está bem melhor! Quando me mudei para ali há 8 anos atrás acho que não passava uma semana em que não faltasse a luz... é vergonhoso!

Dream on disse...

Faltar a luz eu até acho mais ou menos normal, agora a ponto de o frigorífico já nem emitir frio quando se abre a porta? :S

Entretanto fiquei sem Cabo mais uns 30 ou 40 minutos após a energia voltar. Os elevadores hoje abriam a porta à velocidade de caracol, de tal forma que acabei por ir pelas escadas com receio de ficar encurralada. Quem é que paga eventuais danos? O povinho, claro!

Filipa Lopes disse...

Deixa lá, eu aqui estive 2 dias e tal sem água.

Não é só em Portugal, acredita. Mas a verdada é que se isso me tivesse acontecido enquanto eu vivia aí, o comentário "Isto só em Portugal", seria imediato! :/

Dream on disse...

Mas eu até nem disse que é só em Portugal. Tem a etiqueta Portugal porque, de facto, foi onde aconteceu. A analogia foi, sim, entre zona in e zona out! Fica o esclarecimento. :)