domingo, 17 de agosto de 2008

New Week's Thought - I will survive!

As novas semanas têm sempre mais sabor e encaramo-las de forma mais corajosa quando saimos do final de semana com a sensação de dever cumprido (a.k.a. tempo não desperdiçado). É esta sensação que me toma neste momento, para além daquela de me doerem músculos nunca dantes experimentados. É bem verdade que são só umas dorzinhas (para alguma coisa há-de servir o ginásio t.i.d.) mas que ainda se podem intensificar durante a noite. Normalmente o day after é sempre pior um pouco.

No rescaldo de um fim-de-semana de suposta praia em que, efectivamente, só houve cerca de 3 horas matinais da mesma, uma vez que a semi-final de ténis masculino (Nadal - Djokovic) dos Jogos Olímpicos não permitiu a saída de casa a horas decentes e que no 2º dia de suposta praia choveu a cântaros, tendo eu apanhado uma molha frontal integral e secado a roupa no corpo durante o almoço, não se pode dizer que não esteja preparadíssima para enfrentar as eventuais agruras da semana que entra.

E como se não bastasse, hoje aconteceu a razão para as dorzitas do momento:
http://www.spe.pt/espeleologia/index.php/Accoes-de-Divulgacao/Grutas-da-Praia-da-Adraga-e-Pedra-d-Alvidrar-com-a-serra-de-Sintra-a-vista.html

Não há paciência para converter o link em algo mais apetecível à vista, até porque o próprio, é perfeitamente esclarecedor sobre o passeio de hoje. Um convite de um amigo para um passeiozito organizado pela Sociedade Portuguesa de Espeleologia (SPE) transformou-se numa passagem em zonas apertadas e lamacentas da gruta costeira da praia da Adraga (com um esforço hercúleo para não enlamear a roupinha quase acabada de sair da gaveta e que ainda ia ter de fazer todo o dia) e em subidas e descidas a corta-mato para visitar as grutas de Olelas. Apesar de o desafio ter sido grande, já que andar por aí a trepar montes e vales com penhascos mesmo ao lado não é propriamente o meu passatempo preferido (nem por sombras!), foi extremamente gratificante ter trepado tudo com alguma desenvoltura (escorregadelas também...) e poder estar aqui agora a contar a aventura. Claro que para mim foi um feito mas para aquele pessoal foi simplesmente mato.

Acedam ao website da SPE (podem fazê-lo através do link ali atrás), explorem-no e quem sabe não se sentem tentados a sair com eles numa das próximas actividades (em Acções de divulgação no menu à esquerda)?

Algumas das provas do crime:



2 comentários:

António disse...

Obrigado pelas palavras simpáticas. Volte sempre às acções da SPE :)

António Sobreira

Dream on disse...

Obrigada pela visita e pela mensagem. Voltarei por certo, desde que esteja englobada na categoria "passeiozito".;) Só fiquei sem saber se é um dos monitores do passado domingo ou não. Não me recordo se o apelido era este...

Volte sempre também! :)