quinta-feira, 24 de abril de 2008

Inteligência suprema

Quem é que em véspera de fim-de-semana prolongado pensa (e, pior, concretiza) em passar uma ponte sobre o Tejo duas vezes (ida e volta) tendo a alternativa de não o fazer? Não vou responder porque é demasiado humilhante. A verdade é que como escrevia Bruno Nogueira no seu blog por ocasião da Páscoa, o povo português transfigura-se quando ruma em direcção ao Algarve nestas alturas. Infelizmente, a metamorfose inclui um certo enlouquecimento rodoviário. Nem mesmo o facto de o S. Pedro estar solidário (pelo menos, por enquanto) para com todos os viajantes, faz com que os acidentes não aconteçam. Ora, é sabido que se as estradas sempre entopem aquando destas escapadinhas, com batidas à mistura, então é o delírio. Ele é acidentes na faixa da esquerda, ele é acidentes na faixa da direita. Enfim, nenhuma via fica ilesa. O pior mesmo é que para estes acidentados o fim-de-semana prolongado começa da pior forma. Digamos que para os não acidentados metidos ao barulho o cenário também não é dos melhores. O meu conselho: um bule de chá de tília antes de se fazerem à estrada. Por favor.

Sem comentários: