segunda-feira, 14 de abril de 2008

Desalinhada

Tomar decisões não é para todos. Reclamar também não. O insurgimento contra situações pré-estabelecidas a roçar o dogmático sem razão aparente para o serem, isso então é que não é para quase ninguém! Com tanto traço de personalidade disponível na natureza, porque é que eu tinha logo de ser contemplada com todas estas características? Qualidades para alguns mas defeitos para muitos, eu continuo a acreditar que o mundo só avança se exercermos todos estes direitos. Aquilo que muito consideram picuinhices e mau feitio, eu considero direitos. Ainda para mais, com o passar dos anos até aprendi a refrear a forma directa e impetuosa como os exercia e, ao invés, usar de enorme cordialidade e, sempre que possível, exibir um sorriso comedido (não cínico) de quem só quer levar o barco a bom porto. No entanto, é curioso ver como as pessoas se encolhem perante o exercício destes direitos, ainda que feitos da forma mais diplomática possível. E juro que nem o faço com intenção de parecer bofetada de luva branca mas sinto que acaba por resultar como tal. Para além disso, é conotado com ameaça, o que torna a coisa ainda mais fascinante e convidativa à repetição. Requintes de malvadez? Talvez...

2 comentários:

muguele disse...

Marcha dos Desalinhados
(Delfins)

Eu não quero estar parado
fico velho
vou marchar até ao fim
isolado

nesta marcha solitária
dou o corpo, ao avançar
neste campo aberto ao céu

ninguém sabe
para onde eu vou
ninguém manda
em quem eu sou
sem cor nem deus nem fado
eu estou desalinhado

por tudo o que eu lutei
ser sincero?
por tanto que arrisquei
ainda espero ...

esta marcha imaginária
quantas baixas vai deixar
neste sonho desperto?


;)

Dream on disse...

A inspiração para o "títalo" veio exactamente daí. :) Estar/ser desalinhado até nem é mau de todo mas digamos que a sensação recorrente de o ser acaba por cansar um bocadinho e pôr-me a pensar se não deveria marchar em sintonia com os restantes marchantes. Mas como quem torto nasce, tarde ou nunca se endireita, é capaz de ser complicado.

Obrigada pelo comentário! Foste o primeirinho! :)